Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

23 Agosto de 2012 | 16h44 - Atualizado em 23 Agosto de 2012 | 21h34

Barragem do Gove constitui base do desenvolvimento agro-industrial

Huambo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Interior da barragem hidroeléctrica do Gove

Foto: Angop


Huambo – A barragem hidroeléctrica do Gove constitui uma alavanca fundamental para o desenvolvimento da  agro-indústria da região do planalto central de Angola, consideraram hoje, nesta localidade, os funcionários deste empreendimento no sector com o mesmo nome, adstrito ao município da Caála, província do Huambo.


Em declarações à Angop, os funcionários sublinharam que a entrada em funcionamento do empreendimento, para além de impulsionar o desenvolvimento da indústria local, constitui a base para a resolução de muitos problemas da juventude, com realce para criação de novos empregos.


Para o director do centro de produção da barragem,  Lourenço Francisco Mateus, a inauguração da infra-estrutura para além de eliminar os apagões nas cidades da Caála, Huambo e Kuito (Bié), vai contribuir para o desenvolvimento e ressurgimento do parque industrial desta região planáltica do país.


Realçou que com a produção regular de energia eléctrica a vida das famílias estará mais estabilizada.


Aldina João, funcionária, sublinhou que o empeendimento vêm para dignificar o crescimento harmonioso e sustentável em curso no país depois de vários anos de conflito armando e de destruição.


“Estamos numa fase de reconstrução e construção, por isso, prometo tudo fazer para contribuir na manutenção deste grande empreendimento que constitui a base para a resolução de muitos problemas da juventude local”, disse.


A entrada em funcionamento da central do Gove gerou 200 novos postos de emprego aos jovens da província do Huambo. A barragem possui três turbinas com capacidade de produzir 60 megawatts de energia e vai  beneficiar mais 30 mil consumidores.


Localizada a 119 quilómetros da cidade capital da província, a barragem vai  produzir energia eléctrica para as cidades da Caála, Huambo e do Kuito, (província do Bié).


As obras de construção do Gove iniciaram em 1969, e foram interrompidas em 1975, devido ao conflito armado. Em 1983 foram retomados os trabalhos mas, em 1986 foram novamente interrompidos devido à guerra civil.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 23/08/2013 23:10:49

    Fiscalização nos mercados do Longonjo será melhorada

    O facto foi dado a conhecer hoje, sexta-feira, à Angop, pela administradora local adjunta, Isabel Jepele Afonso, quando discursava no encerramento de uma formação sobre gestão e fiscalização de mercados, promovida pelo Instituto de Formação da Administração Local (IFAL). Assegurou que os ...

  • 23/08/2013 23:01:49

    INAPEM certifica mais de 272 empresas desde 2012

    A informação foi avançada hoje, sexta-feira, à Imprensa, pelo director provincial do INAPEM, Domingos Nhanga, à margem da cerimónia de inauguração das novas infra-estruturas onde funcionará o referido serviço. Com o processo de certificação, disse a fonte, as micro, pequenas e médias ...

  • 23/08/2013 19:30:15

    Inaugurado centro dos serviços do INAPEM

    O empreendimento, restaurado e apetrechado, possui gabinetes administrativos, sala de reuniões, atendimento, bem como uma sala de informática com 12 computadores. Localizado na parte alta da cidade do Huambo, o centro, inaugurado na presença do presidente do Conselho de Administração do ...

  • 22/08/2013 18:48:35

    CNFA anuncia encerramento de projectos de apoio aos agricultores

    O anúncio foi feito hoje, nesta cidade, pelo director nacional da organização, Chipilica Barbosa, no acto de abertura do encontro com os beneficiários e instituições parceiras, visando analisar o impacto dos projectos desenvolvidos. Informou que de 2009 até ao momento a CNFA criou 27 ...