Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Abril de 2012 | 17h54 - Actualizado em 20 Abril de 2012 | 17h54

Sector mineiro cresceu 11,8 porcento em três anos

Angola

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - O sector mineiro no país teve um crescimento de 11,8 porcento no período 2008/ 2011, com maior contribuição do subsector de materiais de construção, informou hoje, em Luanda, o secretario de Estado da Indústria, Kiala Ngone Gabriel.

O secretário de Estado, que falava na abertura das jornadas comemorativas ao dia do trabalhador mineiro, que se assinala dia 27, destacou o subsector de diamantes, que contribuiu com 2,5 porcento.

Segundo esclareceu, a exploração industrial contribuiu com três porcento e a exploração artesanal de diamantes com dois porcento.

Além dos sectores referenciados, Kiala Ngone Gabriel disse igualmente que o subsector de granitos teve uma participação na ordem de três porcento.  

De acordo com o governante, o ministério conta já com um plano nacional de geologia, que vai permitir conhecer e aproveitar melhor os recursos existentes no país, com vista a contribuir no crescimento da economia nacional.

Disse que o Código Mineiro, aprovado em 2011, está a permitir conhecer os direitos e deveres dos trabalhadores, assim como as respectivas responsabilidades para com a comunidade onde os recursos são extraídos.

Segundo o responsável, o Ministério da Indústria e Geologia e Minas continua apostar na diversificação da economia.

Anunciou que consta entre os grandes desafios do sector, em função dos contratos assinados, a prospecção e exploração do ouro e do cobre, e criar valor acrescentado, que permite o aumento de operadores para a produção de mais riqueza, visando poupar divisas e criar oportunidade de emprego.

Disse que “não basta produzir o bem básico, mas sim acrescentar valor a este bem para tornar o país competitivo e independente.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 28/05/2014 15:46:42

    Luanda acolhe Congresso sobre cartões e pagamentos em Julho

    Luanda - A 5ª edição do Congresso Cards & Payments (cartões e pagamentos) realiza-se, de 8 a 10 de Julho próximo, em Luanda, sob a égide da iiR Angola (empresa ligada ao desenvolvimento e gestão de eventos de formação multi-sectoriais), indica uma nota da instituição a que a Angop teve hoje, quarta-feira, acesso.

  • 27/05/2014 19:01:58

    Angola: Relançamento da produção do algodão prevê ocupar 70 mil hectares

    Luanda - O programa de relançamento do algodão, que conta com mil e 500 agricultores familiares, perspectiva atingir uma safra de 100 mil toneladas de algodão por ano, disse hoje, terça-feira, em Luanda, a Angop o director nacional da Agricultura e Pecuária, Adelino Rodrigues.

  • 27/05/2014 18:22:51

    Angola: BDA assina memorando com banco brasileiro

    Luanda - O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) assinou hoje, terça-feira, em Luanda, um Memorando de Entendimento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social do Brasil (BNDES) destinado ao intercâmbio de informações e de experiências.

  • 27/05/2014 17:35:53

    Comunidade vietnamita em Angola entrega 22 toneladas de arroz à população do Namibe

    Luanda - A comunidade vietnamita em Angola doou 22 toneladas de arroz ao Governo da Província do Namibe para apoiar as vítimas da seca que assola a região desde 2013, avança uma nota da Embaixada da República Socialista do Vietname em Angola chegada hoje (terça-feira) à Angop, em Luanda.