Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

13 Setembro de 2011 | 14h18 - Actualizado em 13 Setembro de 2011 | 16h13

Privados interessados na criação de ramais ferroviários entre campo e cidade

Conferência

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Directora Nacional do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do Ministério dos Transportes, Teresa Vicente Muro

Foto: ANGOP

Luanda – A directora nacional do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatísticas do Ministério dos Transportes, Teresa Vicente Muro, anunciou hoje, em Luanda, haver perspectivas de abertura, a longo prazo, de ramais ferroviários de ligação das áreas de produção agrícolas e aos centros de transformação (indústria) e consumo, no quadro das parecerias publico-privadas.

Em declarações à Angop, durante a pré-conferência em transportes e logística, inserida no fórum de investimento Parcerias de Infra-estruturas para o Desenvolvimento Africano (iPAD), a responsável enfatizou que a referida iniciativa enquadrar-se-á no Programa do Ministério dos Transportes de interligação interna do país.

Teresa Muro precisou que certos empresários do sector agrícola, após terem conhecimento do programa, manifestaram o interesse de participar na criação de ramais para interligar com as linhas existentes, com vista a transportação e o escoamento da sua produção.

Segundo disse, após a interligação via-férrea da maioria das províncias e cidades capitais do país, poderão comparticipar no projecto de interligação de ramais secundários, entre outros, empreendedores que se dedicam à plantação de cana-de-açúcar, em particular, no Kuando Kubango e na Huíla.

A decorrer em Luanda até sexta-feira (dia 16), o iPAD reúne membros do Governo angolano, peritos da indústria, reguladores e investidores existentes e potenciais, interessados em oportunidades de parcerias de infra-estruturas nos sectores angolanos da agricultura, energia, água, transportes e logística, assim como exploração mineira.

Para o dia de hoje estão em abordagem, entre outras, questões como “Oportunidades de investimento e o papel do sector privado” e “A importância da participação do sector privado para cumprir com os objectivos de desenvolvimento infra-estrutural do sector dos transportes em Angola”.

Assuntos Angola  

Leia também