Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

03 Agosto de 2011 | 15h51 - Actualizado em 03 Agosto de 2011 | 17h09

Angola tem pelo menos 20 milhões de habitantes

Conferência

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Especialista em demografia, José Ribeiro

Foto: Angop

Luanda – A população angolana, actualmente, está estimada em cerca de 20,9 milhões de pessoas, disse hoje, em Luanda, o demógrafo angolano José Ribeiro.

O técnico deu a conhecer esse dado quando dissertava sobre “Principais indicadores demográficos de Angola”, na conferência sob o lema “Contribuições para uma política pública de população, povoamento do território e desenvolvimento integrado”, organizado pela Escola Nacional de Administração (Enad).

As estimativas sobre a população angolana fornecidas pelo director do Centro de Estudos, Pesquisa e Desenvolvimento da Enad foram produzidas com base nos dados estatísticos do recenseamento eleitoral feito em 2008 (oito milhões, 397 mil e 244 eleitores).

Do total do número de habitantes em Angola, disse o prelector, existem pelo menos 24,5 estrangeiros em cada mil angolanos.

Pelo menos 55 porcento do total da população do país, segundo as estimativas, estão concentradas nos centros urbanos e a província de Luanda, capital de Angola, é a mais habitada.

Disse também que o ritmo de crescimento da população é de três porcento ao ano. “É alto, mas há indícios de começar a decrescer muito ligeiramente, e se continuar nessa cadência até 2036 poderá chegar-se a 41 milhões e 800 mil habitantes.

Deu a conhecer que se o crescimento populacional prevalecer nos actuais níveis a estrutura jovem da população estará condicionada a suportar a população não-activa,(para cada 100 pessoas em idade activa existem 101 não-activa).

José Ribeiro pretendeu com a sua exposição indicar quantos somos em Angola, como estamos a crescer e quais as consequências desse crescimento, num fórum que vai abordar os temas Distribuição espacial da população angolana, Experiências de povoamento na América do Sul, com foco no caso Brasil, e Visão prospectiva sobre as migrações e distribuição espacial da população em Angola.

O último censo da população angolana foi realizado em 1970, na época colonial, e o próximo está previsto para 2013.