Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

30 Agosto de 2011 | 19h19 - Actualizado em 30 Agosto de 2011 | 19h18

Cai pano sobre Jogos Escolares

Polidesportivo

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Namibe – Os Jogos Nacionais Escolares terminaram hoje, depois de terem iniciado a 23 deste mês. A organização foi elogiada pelos participantes, pois traduziu-se num alegre festival que desportivamente uniu as 18 províncias na cidade do Namibe.

No estádio municipal Joaquim Morais, as atenções na cerimónia de encerramento, marcada com um espectáculo memorável, com exibição de quadros humanos, ginástica rítmica com arcos, acrobacia, desfile das equipas provinciais, danças tradicional e moderna, estiveram centralizadas na decisão do título em futebol, em que a Huíla venceu, por 2-1, o Cunene.

Durante a prova de intercâmbio desportivo interescolar nacional, os namibenses, na qualidade de anfitriões, gozaram do factor casa em diversas modalidades, mas as demais delegações provinciais fizeram questão de reverter a tendência jogo a jogo e as bancadas conheceram outro colorido.

Apesar da particularidade do próprio evento para os atletas participantes, estes não mediram esforços e mostraram a performance nos jogos, o que acabou por atrair centenas de estudantes jovens aos recintos desportivos na cidade do Namibe para apoiar as equipas, num sinal de “fair-play”.

O objectivo dos Jogos Escolares, muito mais do que um evento multi-desportivo, é aumentar e estimular a participação dos alunos em actividades desportivas nas escolas públicas do país, tendo em vista a importância que o desporto assume para a formação dos jovens e para a existência de uma sociedade saudável.

A actividade, que chega ao fim com um balanço positivo em termos de organização, proporciona aos estudantes a contribuição para o seu desenvolvimento como ser social, autónomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania através do desporto. 

Com este movimento polidesportivo nacional, procurou-se atingir o objectivo de possibilitar a identificação de talentos desportivos nas instituições de ensino, desenvolver o intercâmbio sociocultural e desportivo entre os participantes, de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do desporto escolar.

A cidade do Namibe proporcionou excelentes condições de estadia e lazer aos visitantes, a julgar pelas infra-estruturas sociais e turísticas, as quais se associou uma população hospitaleira e acolhedora.

Participaram da competição, que teve como mascote a planta “Welwitschia Mirabilis”, e lema “Criança, prioridade absoluta no desenvolvimento do desporto escolar”, mais de mil alunos dos 12 anos 16 anos, em representação das 18 províncias do país, em andebol, basquetebol, futebol, voleibol, atletismo convencional e adaptado.

O basquetebol realizou-se nos campos dos institutos de Administração e Gestão António Jacinto e no Politécnico Paulino Luvale, na localidade do Saco Mar, nos arredores da cidade do Namibe. Já o andebol teve como palcos a Escola Welwitschia Mirabilis e a Ekuikui, enquanto o voleibol, outra modalidade da prova, aconteceu nas escolas Hélder Neto e Kwanhama.

O atletismo entrou em acção no emblemático estádio municipal do Namibe Joaquim Morais, que também acolheu o torneio de futebol.

Assuntos Província » Namibe  

Leia também