Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

30 Abril de 2011 | 02h20 - Actualizado em 03 Maio de 2011 | 08h15

Petro de Luanda surpreende Libolo na Final Four

Basquetebol

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Jogo Petro-Libolo

Foto: Angop



Luanda- O Petro de Luanda venceu nesta sexta-feira, no pavilhão da Cidadela, o Recreativo do Libolo por 99-95, em partida da primeira jornada da fase final do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol (BAI BASKET) e anulou a vantagem, de um ponto, que a formação de Calulo trazia da etapa anterior.
 

Os 29 pontos de Reggie Moore, melhor marcador, e os 11 ressaltos não foram suficientes para evitar a derrota do Libolo. Os seus colegas de equipa Olímpio Cipriano e Domingos Bonifácio com 18 e 16 pontos também se destacaram.
 

Do lado do Petro os norte-americanos Roderick Nealy e Cedrick Ison foram os cestinhas com 17 pontos marcados cada.
 

Com esta vitória os “petrolíferos” somam dois pontos na primeira posição, os mesmos que o Libolo e Interclube na segunda e terceira posição respectivamente.
 

O Libolo entrou melhor no jogo e muito cedo alcançou uma diferença pontual considerável, terminando o primeiro quarto com 12 pontos de vantagem (24-12). Nesta fase do encontro, os pupilos de Raúl Duarte destacaram-se pela forma organizada como defenderam.
 

No quarto seguinte surgiu o melhor Petro. Liderados pelo jovem base Braulio Morais, marcador de 11 pontos, os “tricolores” conseguiram recuperar a desvantagem vencendo por 27-14 e foram para o intervalo vencendo por um ponto (39-38).
 

No terceiro período a formação de Calulo voltou a demonstrar a sua superioridade e reassumiu o comando terminando esta etapa do jogo na frente por 71-67.
 

No quarto decisivo, o Libolo entrou determinado e a cinco minutos do final vencia por 10 pontos de diferença (82-72).


Mas o Petro transfigurou-se e a um minuto e 24 segundos do final empatou (91-91). Os últimos segundos foram impróprios para cardíacos com os pupilos de Alberto Babo, ao contrário dos jogos anteriores, a terem maior discernimento na execução dos lances e vencerem por 99-95.
 

Com arbitragem de: Carlos Júlio. Clésio Francisco e Mbunga Pedro, as equipas alinharam da seguinte forma: 
 

Libolo: Domingos Bonifácio (16), Olímpio Cipriano (18), Francisco Sousa (00), Edson Ndoniema (00), Mayzer Alexandre (00), Abdel Bouckar (05), Simão Santos (00), Leonel Paulo (12), Abdel Gomes (00), Reggie Moore (29), Feliciano Camacho (01), Milton Barros (14).
 


Técnico: Raúl Duarte
 


Petro de Luanda: Braulio Morais (14), Roderick Nealy (17), Roberto Fortes (13), Paulo Barros (00), Miguel Kiala (10), Cedrick Ison (17), Hélder Gonçalves (09), Wlademir Pontes (00), Divaldo Mbunga (07), Idelfonso Kiteculo (00), Carlos Morais (11).
 

Técnico: Alberto Babo.