Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

26 Abril de 2009 | 02h58 - Actualizado em 27 Abril de 2009 | 10h09

1º de Agosto vence Petro e termina primeira volta na liderança

Basquetebol/Final Four

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar



Luanda – O 1º de Agosto terminou a primeira volta, da fase final do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, em primeiro lugar, depois de vencer sábado, no pavilhão do Rio Seco, o Petro de Luanda por 86-71 em partida da série A.

A primeira parte foi decisiva para os “militares” onde conseguiram uma vantagem de 16 pontos (46-30). Muito rigorosos defensivamente, os “rubros-negros”, ainda na etapa inicial, ofuscaram as principais referências do adversário e utilizaram o jogo interior, onde Kikas esteve muito bem, para atacar o cesto “tricolor”.

Foi uma etapa negativa para os pupilos de “Ginguba” que não conseguiam se encontrar no jogo. Sem entrosamento e com uma defesa permeável, o Petro de Luanda deixava o 1º de Agosto jogar e “fabricar” um resultado favorável.

Ao intervalo as estatísticas eram claras sobre o desempenho de ambas. Os “militares” converteram nove lances em 16 tentados na linha dos dois pontos, contra 5/16 do adversário, alcançaram 24 ressaltos diante dos 17 dos “petrolíferos”.

Nas assistências, recuperações o 1º de Agosto também saiu em vantagem com 24/17 e 10/06 respectivamente. Perdeu 13 bolas ao passo que os “tricolores” desperdiçaram 17 jogadas.

O Petro de Luanda falhou menos no jogo exterior marcando 3/10, enquanto que os campeões nacionais marcaram 7/18. Cipriano e Jordão com 12 e 10 pontos cada eram os melhores marcadores dos “militares” e Milton Barros com oito destacava-se do lado contrário.

Na segunda parte a formação “petrolífera” entrou mais motivada, com uma defesa individual, com a marcação a começar do meio campo adversário, Carlos Morais e companhia mudaram a história do jogo faltando apenas alterar a vantagem no marcador que não aconteceu por pouco.

O Petro de Luanda marcou 28 pontos contra 18 do 1º de Agosto fixando o resultado até ao final do terceiro quarto em 64-58.

Estava relançada a partida e qualquer das equipas poderia sair vencedora. No entanto, Luís Magalhães provou que, apesar dos dois planteis equipararem-se, tem mais opções que Ginguba que teve que utilizar todos jogadores a sua disposição, enquanto o português foi substituindo sempre os mesmos atletas gerindo apenas o tempo de jogo de cada.

Fruto da sua experiência, o 1º de Agosto anulou a motivação do adversário fazendo quase sempre uso dos 24 segundos que tinha direito e lançar no momento certo. Foi assim que os “rubro-negros” alcançaram a terceira vitória na última fase do campeonato somando seis pontos, mais um que o Petro de Luanda na segunda posição.

Na outra partida da Final Four o ASA venceu o Libolo por 87-80.

Resultados por períodos: 23-15, 46-30, 64-58, 86-71

Com arbitragem de Fernando Pacheco, Iracelmo Pinto e Wilson Boaventura, as equipas alinharam da seguinte forma:

1º de Agosto: Mayzer Alexandre (00), Armando Costa (07), Adilson Baza (00), Olímpio Cipriano (16), Kikas Gomes (16), Felizardo Ambrósio (10), Vlademir Ricardino (10), Francisco Jordão (12), Carlos Almeida (10), Miguel Lutonda (01), Rodrigo Mascarenhas (04), Simão João (00).


Treinador: Luís Magalhães


Petro de Luanda: Eduardo Mingas (07), Roberto Fortes (03), Carlos Morais (16), Fernando Albano (00), Frederick Gentry (07), Paulo Santana (00), Victor Muzadi (00), Francisco Horácio (00), Milton Barros (16), Heshimu Evans (17), Victor Carvalho (03), Abdel Bouckar (00).



Treinador: Alberto de Carvalho “Ginguba”