Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

29 Julho de 2007 | 07h32

Futebol: Angolano na diáspora almeja selecção nacional

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O futebolista angolano Nari Diniz

Foto: Foto Angop

Luanda, 29/07 - O futebolista angolano Nari Diniz, a actuar no Oliveira Douro da terceira divisão portuguesa, apontou a presença nas selecções nacionais de esperanças e honras como principal objectivo, acrescentando que o regresso ao país depende de uma proposta satisfatória.

Em entrevista à Angop, em Luanda, o atleta proveniente de uma família de desportistas, filho de Xico Diniz (antigo jogador do ASA, 1º de Agosto e da selecção nacional), disse que a prioridade é representar o país nas provas internacionais.

"Estou a trabalhar para alcançar os meus objectivos. Espero ser visto pelos treinadores e merecer uma oportunidade", sublinhou, levantando a possibilidade de se transferir para a primeira ou segunda divisão portuguesa para estar mais visível.

"Tenho propostas para me transferir para outros escalões. Acredito que em Dezembro, no segundo período de inscrição, já terei tudo acertado", acrescentou o jogador de 20 anos de idade, sem mencionar o clube.

Formado nas escolas da ex-Fesa, considerou motivante a convocatória de Lino, atleta do Girabairro do Namibe, referindo que a atitude do técnico incentiva os jogadores a empenhar-se, independentemente do seu escalão ou campeonato.

De férias em Luanda, disse que pretende usar o campeonato português como "trampolim" para outras ligas, mas se receber uma boa proposta de Angola poderá jogar no Campeonato Nacional da primeira divisão (Girabola).

"Neste momento estou bem em Portugal. Conquistei o meu espaço na equipa, onde sou titular e espero dar um salto para primeira divisão ou para outro campeonato, como o espanhol ou inglês. Apesar dos meus objectivos, posso aceitar um convite para jogar no Girabola, desde que as condições sejam boas", salientou o atleta que seguiu para Portugal com 15 anos de idade.

Naquele país europeu, o futebolista treinou nas equipas juvenis do FC Porto, Sporting de Lisboa, Estoril e Guimarães, onde não permaneceu por excesso de estrangeiros. Jogou durante uma época na formação júnior do Oliveira Douro e nas duas últimas temporadas representou a mesma equipa no escalão sénior.

Na época 2006/07 jogou apenas a segunda volta, por força de uma lesão sofrida no braço direito, e marcou seis golos.