Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

05 Janeiro de 2003 | 12h43

-

Lisboa

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lisboa, 05/01 - O futebolista internacional angolano Pedro Manuel "Mantorras", do Benfica de Lisboa, teve sábadoalta do Hospital da Cruz Vermelha, onde esteve desde as primeiras horas do novo ano internado, devido a um ataque de herpes ao nível da face.

A infecção obrigou o avançado mais popular dos "encarnados" a ficar internado por estes dias, por precaução, mesmo depois de ter reagido favoravelmente da enfermidade que o assolou, passado poucas horas da saída do ano 2002.

A "estrela" angolana, que recentemente foi submetido a uma segunda intervençao cirúrgica ao joelho direito, poderá a partir de hoje continuar a sua recuperaçao já em casa, apesar de ser ainda imprevisível o seu regresso aos relvados nesta época futebolística.

A segunda lesão do atleta, suscitou, contudo, várias reações por parte da SAD do clube, chegando-se mesmo a admitir ter existido alguma precipitaçãoo no seu regresso aos relvados.

À saída do Hospital, onde foi submetido a mais uma operação ao mesmo joelho, desta vez devido a uma ferida na sua cartilagem, eventualmente provocado por uma má recuperaçao, o avançado, teceu duras críticas ao departamento médico do Benfica, dando a entender que havia voltado prematuramente à competição.

Na época futebolística transacta, Mantorras foi o jogador do campeonato mais maltratado pelos seus adversários, numa altura em que a equipa técnica da luz, estava sem grandes soluções, sobretudo no sector atacante.

Desta vez, aguarda-se que o jogador cumpra as riscas o processo de recuperaçao em curso, aliás o mesmo já afirmou que somente regressará aos relvados depois de poder jogar com as duas pernas, o que melhor sabe fazer, para o encanto de todos quanto o admiram.

Por este facto, a saída do fogoso avançado do Hospital foi recebido com satisfação principalmente pelos seus compatriotas e adeptos "encarnados", que nao esconderam à Angop, admiração pela humildade e coragem que o atleta tem manifestado, mesmo nos momentos mais difíceis da sua carreira.

Por todas estas virtudes, acreditam, contudo, numa rápida recuperação do jogador, confiantes no seu regresso a cem por cento, por formas a continuar a prestar o seu modesto contributo como sempre o fez tanto ao seu clube, como à selecção nacional.