Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

06 Agosto de 2008 | 15h24 - Atualizado em 06 Agosto de 2008 | 07h46

Governo de Luanda inicia obras para a recuperação da zona verde do Alvalade

Arborização

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda, 05/08 - O Governo da Província de Luanda (GPL) iniciou em Julho corrente, um projecto de recuperação da Zona Verde do Alvalade, município da Maianga, informou hoje, terça-feira, à Angop, a Directora do Gabinete de Estudo e Planeamento do GPL, Angélica Agostinho.

Angélica Agostinho afirmou que as obras, com duração de 11 meses, estão a cargo de uma empresa de construção civil brasileira. O projecto está orçado em mais de 17 milhões de dólares.

A directora do gabinete de estudo e planeamento do GPL reconheceu que a Zona Verde do Alvalade esteve abandonada durante muito tempo e o que o GPL pretende agora é requalificar aquele espaço de formas que os cidadãos habitantes da cidade de Luanda o aproveitem da melhor maneira.

Explicou que para essa recuperação foi elaborado um projecto de adequação e ajustamento daquela área, com a colocação de novas infra-estruturas que se adequam aos espaços verdes.

"Destas infra-estruturas constam a construção de um teatro a céu aberto, quiosques, locais para actividades infantis com pista de skate, baloiço entre outro atractivos", adiantou.

A construção da área para administração, ginásio, estacionamentos, restaurantes, balneários, quadras polivalentes, vias para pedestres e para os ciclistas, para além das vias internas e fontanários, constam do projecto de aproveitamento do jardim.

Angélica Agostinho informou ainda que dentro da Zona Verde serão feitas estradas novas, com um sentido que vai permitir uma ligação de vias que hoje não existem por causa do parque.

Como exemplo, a responsável do GPL apontou a estrada de acesso ao Instituto Nacional de Bolsas de Estudos, que abrindo uma via pelo jardim liga ao Largo da Maianga, evitando desta forma que se dê uma volta completa pelo Alvalade.

A responsável afirmou que os muros existentes a volta da Zona Verde deixarão de existir e serão encontrados mecanismos diferentes para a salvaguarda das infra-estruturas que serão construídas no interior da área.

Desde o início do mês de Julho estão a ser realizadas obras de recuperação das valas de drenagens de Zona Verde, assim como trabalho de limpeza no local.