Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Reconstrução Nacional

14 Dezembro de 2011 | 01h00 - Atualizado em 14 Dezembro de 2011 | 00h59

Construção da nova centralidade marca o município de Cacuaco

Retrospectiva 2011

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda - As obras de construção da I fase da nova centralidade do município de Cacuaco, província de Luanda, que conheceu a visita do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em Junho último, constituiu o facto marcante para os munícipes locais, tendo em conta que o mesmo vai melhorar as suas condições de habitabilidade.

No local serão construídos 419 edifícios T3 e 329 T4 todos de cinco andares, assim como 45 T3 e 67 T4 de nove andares, e 23 T4 com 11 andares, estando prevista a entrega das primeiras casas ainda neste ano.

A empreitada, a beneficiar mais de 60 mil famílias, ocupa uma área de 1.718.881 metros quadrados e reserva quatro fases de entrega, depois de concluído em 2012.

No sector da saúde, Cacuaco beneficia da construção do Hospital Municipal, localizado no bairro da Nova Urbanização, que ocupa uma área de 20 mil metros quadrados e compreenderá vários blocos para serviços administrativos, consultas externas, farmácia, cinco laboratórios, diagnósticos por imagem, bancos de urgência para cirurgias e de ortopedia, além de enfermarias com a capacidade de 70 acamados.

Campanhas de vacinação contra a poliomielite, a raiva, seminários de capacitação e atribuição de quites às parteiras tradicionais tiveram igualmente lugar na circunscrição durante o período em referência.

Relativamente à educação, foram realizadas as I jornadas científicas e pedagógicas locais com o objectivo de identificar as dificuldades e encontrar soluções das insuficiências, tendo contado com a participação de directores de escolas públicas e privadas, responsáveis tradicionais e de organizações não governamentais.

Ainda neste capítulo, o projecto de alfabetização "Sim eu posso" beneficiou 1.164 participantes, dos quais tiveram aproveitamento 935 alfabetizados.

No âmbito da nova divisão administrativa, o município de Cacuaco transferiu para a província do Bengo 11 escolas públicas. Marcou também o ano 2011 a abertura da primeira instituição do ensino superior denominada "Instituto Superior Politécnico Kangonjo de Angola", que ministra aulas nas especialidades de economia e gestão, direito, ciências políticas e relações internacionais, educação, engenharia informática e comunicações, entre outras.

O sector da agricultura registou a entrega de imputs agrícolas aos camponeses organizados em cooperativas locais, no âmbito do programa de combate à fome e à pobreza e consequente redução das importações de produtos alimentares.

De igual modo, os pescadores receberam instrumentos de trabalho e formação profissional tanto da pesca marítima como da continental.

No sector da energia e águas, o município de Cacuaco viu inaugurar este ano vários postos de transformação de energia eléctrica, e construir fontenários nas comunidades.